in

Coceira no pênis: O que pode ser, que médico procurar e como tratar?

Sentir coceira extrema no órgão sexual pode ser um indicativo de doença. Veja quais as causas e como se livrar do desconforto:

coceira no pênis
Crédito: Pixabay

Se você está sentindo uma coceira no pênis, fique em estado de alerta. Não é normal e pode ter várias causas que vão de higiene a doenças sexualmente transmissíveis. As doenças que apresentam sintomas na zona do pênis podem ser também alergias ou infecções.

Alguns homens têm alergias aos preservativos (camisinhas) ou sabonetes e até ao tecido da cueca. Nesses casos, o pênis pode apresentar vermelhidão e coceira, principalmente na glande, ou cabeça do pênis.

O que pode causar coceira no pênis?

Algumas causas mais comuns da coceira no pênis podem ser as seguintes:

Alergia

É uma das causas mais comuns e menos graves. Podem surgir pelo contato direto com alguns tipos de sabonete, preservativo ou até roupa se for feita de tecido sintético ao invés de algodão, por exemplo. Para tratar é importante identificar o que está causando a alergia para evitar o contato com essa substância.

Vá a um urologista ou alergologista, outra dica é trocar sabonetes por sabonetes especial para região íntima, usar sempre cuecas de algodão e se existir suspeita de alergia ao látex da camisinha, deve-se evitar o uso de preservativos com esse material.

Má higiene

Um banho mal tomado, uma higiene mal feita da área causa o acúmulo de sujeira por baixo da pele da glande e, por isso, existe um risco do desenvolvimento exagerado de bactérias, fungos e outros micro-organismo que causam inflamação do pênis. Por isso é importante lavar a região íntima, pelo menos, uma vez por dia.

Micose peniana

Começa por dar vermelhidão e coceira, que atingem todo o membro e pode haver também inchaço, placas esbranquiçadas, descamação e ardência durante o contato íntimo. A micose, causada por fungos, é decorrente de má higienização do pênis, roupas inadequadas, uso de preservativo e até alimentação não saudável. Trata- se com medicamentos antifúngicos orais ou tópicos.

Candidíase

Mais recorrente nas mulheres, o cúmulo excessivo do fungo Candida albicans também afeta os homens. Esse crescimento de fungos é quase sempre causado pela falta de higiene adequada do pênis e também pode ser um sinal de diabetes ou de doenças autoimunes, como infecção por HIV, por exemplo. O tratamento é feito com a aplicação de uma pomada antifúngica por cerca de 7 dias.

Piolhos pubianos

Os piolhos pubianos podem ser transmitidos pelo contato íntimo ou através do compartilhamento de toalhas, lençóis, roupa íntima ou outros objetos que entrem em contato direto com a região íntima.

A melhor forma de eliminar os piolhos é raspar os pelos púbicos, já que o piolho se agarra nos pelos e não na pele. Também existe o tratamento com sprays e loções próprias, que podem ser receitados pelo dermatologista.

HPV

Um dos sintomas mais comuns é o surgimento de verrugas na região íntima, mas o aparecimento dessas verrugas é mais raro e, por isso, podem aparecer sintomas mais comuns, como coceira ou vermelhidão no pênis.

O HPV se transmite pelo contato íntimo desprotegido e seus sintomas podem demorar até 2 anos para se manifestar, por isso, muitos homens podem não saber se estão infectados. Infelizmente não existe um tratamento específico para curar o HPV, pois o corpo precisa eliminar o vírus sozinho, o que pode demorar alguns anos.

Porém, para aliviar os sintomas, o urologista pode aconselhar o uso de algumas pomadas, como a Podofilina, que devem ser aplicadas durante cerca de 1 semana.

Clamídia

Quase todas as doenças sexualmente transmissíveis podem causar coceira e sensação de desconforto no pênis, e com a clamídia não é diferente. Porém seu sintoma mais comum é a coceira. Contrai-se clamídia por relações sexuais desprotegidas. O tratamento é feito por um antibiótico receitado pelo urologista.

Como manter meu pênis saudável?

Existem algumas dicas fáceis que surtirão efeitos, porém, se a coceira for persistente procure um médico especialista.

  • Usar camisinha em qualquer relação sexual;
  • Lavar o pênis todos os dias;
  • Lavar o pênis depois de ter relações sexuais;
  • Puxar a pele (prepúcio) para trás no banho e limpar bem toda a região coberta;
  • Enxugar bem a pele após a lavagem para evitar assaduras e irritações;
  • Nunca administrar pomadas e cremes sem prescrição médica;
  • Consultar um médico quando aparecer ou persistir sintomas;
  • Contatar os parceiros sexuais com quem teve contato sexual para que busquem tratamento;
  • Evitar relações sexuais se tiver lesões de qualquer tipo.

Confira também como manter uma boa higiene do pênis:

Qual especialista procurar?

Como vimos, a coceira no pênis pode ter várias causas e a maioria está ligada a fungos, infecções e a doenças sexualmente transmissíveis. Por isso é de extrema importância procurar um especialista e assim iniciar o tratamento correto.

O especialista mais indicado é o urologista. Ele é o responsável pelo sistema reprodutor masculino. Em uma consulta o urologista irá pedir a realização de exames clínicos e/ou laboratorial para o diagnóstico adequado da causa da coceira no pênis.

Já o dermatologista, também é indicado para realizar o diagnóstico e orientar o tratamento.

Dica: Coceira no saco escrotal também é sintoma

A coceira no saco escrotal é muito desconfortável para os homens. Além da coceira, incomoda bastante, ela pode ser um sintoma de alguma doença como: micoses, fungos, parasitas ou simples falta de higiene.

As doenças mais comuns são bem parecidas com as citadas acima, porém a região é diferente. A coceira no saco escrotal envolve a virilha e toda a região sexual do homem. Assim, ou a causa começa no pênis e se espalha para o restante da região ou vice e versa.

Se você tem algum sintoma no saco escrotal ou no pênis não hesite em procure um especialista. Esse artigo não substitui uma consulta médica. Não espere uma complicação maior, ao apresentar um sintoma procure um médico.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Comentários

comentários

pele da unha

Nunca arranque a pele da unha! veja o que pode acontecer

perda de memória por estresse

Perda de memória por estresse, como isso é possível?