,

Criança morre após seus pais o obrigarem a fazer jejum

O menino morreu no hospital com uma infecção generalizada

Todas nós sabemos que, em algumas situações do dia a dia, é necessário que estejamos em jejum, como antes de realizar exames por exemplo. Mas jejum não é algo que deve ser feito de maneira radical, muito menos sem orientação médica.

Alexandru Radita, um menino de apenas 15 anos nascido na Romênia, foi submetido a períodos excessivos de jejum pelos próprios pais, que não permitiram que médicos especialistas cuidassem do seu problema de diabetes. Os pais do garoto, Emil Radita e Rodica Radita, eram frequentadores fanáticos de uma igreja pentecostal romena, que não permitia o tratamento.

Segundo informações, o menino já havia sido levado dos pais pelo serviço social local, mas o casal reconquistou a guarda de Alexandru. Eles afirmava que o menino não tinha nenhuma doença e o isolavam para que outras pessoas não intervissem em seu tratamento de insulina.

A promotora do caso afirmou que, antes de aceitarem ligar para emergência, Emil e Rodica rezaram pelo menino durante duas horas, enquanto ele agonizava. Ao chamar a ambulância, Emil disse que Alexandru não respirava mais.

A negligência com o menino era tão grande que seus dentes apodreceram devido à doença e ele pesava 16 quilos ao chegar no hospital. Além disso, as reservas de gordura e músculos de Alexandru estavam tão baixas que seu corpo não pôde resistir à infecção que o matou.

O caso aconteceu em 2013, mas os pais do menino apenas foram julgados no início de 2017. Eles foram condenados à prisão perpétua pela morte de Alexandru.

Qual é a sua opinião sobre esse caso? Conte-nos através dos comentários e lembre-se de compartilhar esse artigo.

2 Comentários

Deixe a sua opinião
  1. Só doidos, Jejum tem um propósito e uma pessoa diabética pode ou não fazer Jejum.

    Eu já jejuei durante 21 dias, parcialmente, pois totalmente só Jesus Cristo jejuou 40 dias no deserto e ao fim dos 40 dias Jesus sentiu fome.

    Eu o fiz pela fé e sempre a trabalhar, mas consciente que minha saúde não estava a ser afetada.

    iniciava ás 23 horas e terminava no dia seguinte ás 18 horas.

    fi-lo sem grande luta, Deus nos prepara, sem propósito, e por imposição, não há jejum que produza frutos positivos, este teve frutos mortais.

    tristeza de vida.

    amar a Deus, sem religiosidade e sem fanatismo por favor.

    kinagomes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *