in

Desperdício, nunca mais!

Empresários criam maneiras de ajudar pessoas que passam fome

É cada vez mais comum as iniciativas e ideias brilhantes para ajudar aquelas pessoas que realmente necessitam. E ainda bem! É o que todos precisam para viver num mundo melhor. Veja que interessante a Geladeira Solidária e o Aplicativo Goodr.

Aplicativo para redirecionar comida

Todos conhecem aplicativos que levam comida até a sua casa. Mas esse é especial: o Goodr redireciona as sobras de comida que estão em perfeito estado e condição para as pessoas que passam necessidade e têm fome.

Foi em 2016 que este aplicativo viralizou e, cada vez mais ganha força para crescer. Criado pela idealizadora Jasmine Crowe, ele já redirecionou 4 milhões de Reais (convertidos) em comida. E sabe para onde tudo isso iria parar? Em aterros e lixões.

Desde que foi criado, passou a ser entregue em assosciações de combate à forme, em Atlanta, nos Estados Unidos. De acordo com a sua idealizadora, “a fome não é uma questão de escassez. Há comida suficiente”, reforça.

Ainda de acordo com Jasmine, muitos restaurantes não sabem o que fazer ou como reaproveitar as sobras das comidas para enviar para associações. Ou simplesmente não buscam por essas e não se informam sobre as possibilidades. E a função do aplicativo é justamente esta. Ajudar e ensinar os restaurantes, para que eles possam participar desta iniciativa e ajudar pessoas que passam por insegurança alimentar.

O que você acha desta iniciativa, maravilhosa, não? A moda bem que podia pegar no Brasil. Mas não pense que as coisas não funcionam por aqui. Conheça a próxima história e verá:

Geladeira Solidária de Goiânia

O protagonista dessa história chama-se Fernando Barcelos. O empresário instalou na calçada, frente ao seu espaço comercial, em Goiânia, uma geladeira solidária. Depois de durante três dias ter alimentado uma mulher com um recém-nascido, que encontrou a saída do trabalho, Fernando Barcelos ganhou toda uma outra sensibilidade para com essa questão. Pesquisou na internet outras formas de ajudar e foi assim ficou conhecendo essa prática de colocar geladeiras na rua, como acontece na Holanda e na Arábia Saudita. Agora resta esperar que mais pessoas sigam esse bom exemplo.

A geladeira foi colocada numa zona onde circulam moradores de rua e toxicodependentes. Com o seu gesto, o empresário pretende alertar a população para a quantidade de alimentos que são desperdiçados diariamente. Ao mesmo tempo essa comida é redirecionada para que dela precisa, e o desperdício é evitado

Combater o desperdício dando para quem mais precisa, com uma geladeira solidária.

A ideia tem tido uma grande adesão por parte dos moradores de rua. São muitos os que têm aproveitado os alimentos que deixam de ter serventia para outras pessoas. Principalmente durante a noite, que é a altura mais custosa para quem dorme na rua. Além do mais, durante esse período, os lugares que disponibilizam alimentos aos sem-abrigo estão fechados.

Hoje Fernando não é o único a encher a geladeira. A geladeira foi ganhando outros voluntários, como é o caso de Raiany de Sousa, uma auxiliar administrativa com 24 anos. Raiany deixa o testemunho de que a geladeira tem vindo a ser muito bem cuidada e respeitada. A geladeira está disponível 24 horas por dia, com excepção à altura em que é recolhida para limpeza.

Em São Paulo, na cidade de Assis, Lucineia Furlan já celebrou um ano de sucesso com a sua geladeira solidária para ajudar pessoas carentes.

O uso é simples e não requer burocracias. Basta abrir a porta e retirar os alimentos. Não há restrições nem controle. Cada um tira o que precisa. Não têm havido abusos e a experiência tem corrido muito bem!

Os alimentos que são colados na geladeira cumprem algumas regras, para que a sua qualidade seja assegurada. Têm de estar selados, dentro da validade e a validade tem de ser legível. Pacotes abertos, ovos, carnes e peixes crus, e bebidas alcoólicas são proibidos.

Há muita gente querendo contribuir, e até um restaurante das redondezas. Todos os dias são colocadas marmitas na geladeira, com a data em que a comida foi preparada. Esse projeto vai e reforçando com a ajuda de todos, o que deixa o seu criador muito orgulhoso.

Os números são assustadores: Veja quanta comida é desperdiçada!

Os números revelados pela ONU (Organização das Nações Unidas), relativos à comida jogada fora são aterradores! De acordo com essa fonte 1,3 bilhão de toneladas de comida é desperdiçado anualmente. Para que tenhamos ideia, esse valor corresponde a mais de 1/3 dos alimentos que são produzidos com vista a garantir a alimentação do ser humano. Esse número soa ainda mais escandaloso se pensarmos que mais de 800 milhões da população mundial não tem comida o suficiente para garantir uma alimentação adequada.

Pensando nesses valores é fácil concluir que o que é desperdiçado bastaria para acabar logo de uma vez com a fome. O problema é que os recursos são muito mal distribuídos e só uma minoria acaba tendo acesso a eles.

Está na hora de acordarmos para essa questão e de nos deixarmos inspirar por essa história de um homem que viu mais longe.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Comentários

comentários

As 15 mandamentos da lavagem de roupa

Parto humanizado: como acolher o bebê de forma natural e tranquila