in

Qual o melhor tipo de óleo para cozinhar?

Descubra neste artigo o óleo mais adequado para cozinhar!

azeite de coco

Algo que você deve se perguntar antes de cozinhar é qual o melhor azeite a ser usado. É preciso levar em conta a estabilidade do produto ao ser esquentado, por exemplo. Um azeite ruim não resistirá às mudanças de temperatura, o que pode ser prejudicial a sua saúde. Algo que pode acontecer é ele converter o colesterol bom em mal ao oxidar.

Azeites vegetais

Azeites como o de soja, de milho e de canola são exemplos de azeites que oxidam. Eles são azeites vegetais poliinsaturados, que facilmente desestabilizam quando há variações de temperatura. Gordura trans é liberada, o que aumenta as chances de câncer de mama e problemas vasculares.

Esses tipos de azeites poliinsaturados vêm de culturas transgênicas e possuem muitas substâncias processadas. Isso faz com que oxidarem não seja o único problema. Elas possuem toxinas como o glifosato e a Bt, encontrado no milho e na soja de cultivo transgênico. O glifosato é o principal ingrediente do pesticida Roundup. Há, portanto, muitos motivos para evitar azeites vegetais.

Azeite de coco

De todos os azeites que você pode comprar no mercado, o melhor para cozinhar é, sem dúvida, o de coco. Por conter gorduras quase 100% saturadas, ele é mais estável ao calor, além de ser uma das gorduras mais benéficas para o organismo humano.

Há muitas notícias que apontam o azeite de oliva como o mais saudável, mas quando o assunto é cozinha, isso não se aplica. Há muita presença de ácido oleico nesse produto, o que causa uma maior chance de desenvolver câncer de mama ou problemas cardíacos. Utilize o azeite de oliva como tempero para salada, mas evite esquentá-lo, pois há chance de oxidá-lo.

Já o azeite de coco possui, de todos os azeites comestíveis, o tipo de gordura mais saturada. As gorduras saturadas, apesar de o nome assustar, não causam problemas cardíacos. Sendo assim, sempre que cozinhar, escolha um azeite de coco de boa qualidade, independente da receita.

Claro que o azeite de coco não está livre de substâncias químicas. Ele pode variar em termos de quais tipos de coco utilizados e de quais processos ele passa até se tornar azeite. Isso altera o impacto e os benefícios à saúde. Esteja seguro de que o azeite de coco seja orgânico, sem quaisquer elementos transgênicos. Além disso, ele não pode ser refinado, hidrogenado ou branqueado.

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Comentários

comentários

limpeza

15 dicas caseiras criativas de limpeza

5 razões para não beber água gelada