,

Amei Meu Deus!

Conheça um dos tipos mais frequentes de câncer de pele

Mulher julgava que apenas tinha um cravo no queixo: mas, na verdade, era um Carcinoma Espinocelular

Kari Cummins é uma jovem britânica que optou por ir a um dermatologista após julgar que um cravo estava crescendo no seu queixo. Porém, o diagnóstico foi bem mais grave: ela sofria de câncer de pele.

Diferentes análises posteriores comprovaram que aquela massa era um tipo de câncer que se encontra no exterior da pele – o Carcinoma Espinocelular.

Para impedir o desenvolvimento do câncer, foi necessário retirar o tumor. Kari ficou com um buraco no queixo. Logo, teve de levar 35 pontos para tratar dessa falha.

Ao compartilhar a sua história, Kari sublinhou que se submetia a sessões de bronzeamento artificial há 15 anos, porém esse não é o único fator associado à doença.

Entenda o Carcinoma Espinocelular

Sendo o segundo tipo mais frequente de câncer de pele, o carcinoma espinocelular se desenvolve nas regiões com mais exposição à luz do sol. É o caso da orelha. Além disso, é mais comum em pacientes com 60-70 anos.

Além disso, o carcinoma pode atingir todas as etnias e ocorre com maior frequência nos homens.

Se não for tratado depressa, o câncer pode evoluir de forma agressiva e até é provável que alcance outros órgãos.

Por isso é necessário estar atento à sua pele e usar sempre protetor solar.

Compartilhe essa matéria!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Comentários

comentários

Benefícios do milho verde

Conheça um dos tipos mais frequentes de câncer de pele