,

Briga de cachorro grande ou pequeno. Saiba como separar

Veja essas técnicas para separar briga de cachorro em segurança

Conviver com cães é uma delícia, mas alguns incidentes podem acontecer e você deve estar preparado.

Independente do porte, se um cão entra em uma briga, certamente sairá machucado. Então temos que fazer o possível para que eles não briguem.

Como evitar as brigas

  • Evite a aproximação de cães que você não conhece, seja na rua ou em parques
  • Use sempre a coleira e guia. Em alguns casos, a focinheira é obrigatória
  • Castre seu cão. Isso reduz a agressividade
  • Fique atento aos sinais dados pelo seu cão – pelos eriçados, olhar fixo, rosnados, mostrar os dentes são sinais de quem quer partir para a briga – e retire o cão imediatamente

Normalmente, as brigas mais difíceis de apartar são entre fêmeas, pois elas se vêem como rivais, podendo acabar até mesmo em morte.

Dois machos, quando brigam, é por dominância, então é provável que um deles se torne o líder e o outro se renda, terminando assim o problema.

Quando se trata de fêmea e macho, é mais tranquilo, pois a tolerância dos machos é maior , com relação a mordidas e latidos.

Independente do arranjo na hora da briga, você deve sim intervir! Descubra o que você deve – e o que não deve – fazer nesses casos.

Se tudo der errado e a briga começar, você vai precisar separá-la. Seguem as dicas:

Evite

  • Gritar – isso será considerado como ataque e aumentará a agitação de ambos os cães
  • Chutar ou bater – quanto mais agressivo você for, maior será a agressividade gerada
  • Pegar a coleira para afastar – no meio da briga, vai sobrar dentada para quem chegar perto
  • Deixar que se resolvam – basta uma mordida mal localizada para que você perca seu cão

É importante evitar também a presença de outros animais na briga. Quando o grupo começa, geralmente parte para cima de um só e pode ser fatal.

Técnicas para separar briga entre cães

  • Respire – procure se acalmar para resolver a situação com serenidade. Os animais percebem o que você sente.
  • Use água – seja com balde nos casos mais fáceis ou com a mangueira mesmo, é a forma mais segura de separar uma briga. Use o esguicho mais forte.
  • Apite bem forte – os cães têm ouvidos sensíveis e essa distração pode interromper a briga, tempo suficiente para que você tire seu cão do local.
  • Faça barulho – sem falar. Assobios, palmas, tampas de lixeira, o que tiver a mão para causar uma distração e interromper a briga.
  • Separe-os com objetos – nunca com a mão. Galhos, vassouras, lixeira, cones, qualquer coisa que te dê uma distância segura e possa interromper o processo.

Se o cão morder firme e não soltar, balançando a cabeça para ferir o outro, pegue-o pelas patas de trás bem rápido e puxe para o alto e para trás. Cuidado que ele provavelmente vai tentar te morder. A partir daí, use as técnicas acima para espantar.

Terminada a briga, corra com seu cão para um veterinário. Algumas perfurações não parecem nada demais mas podem ter causado furos internos, hemorragias, fraturas e outros.

O cuidado com as feridas é essencial para evitar bernes e inflamações.

Veja no vídeo mais dicas com o especialista Cesar Millan:

Compartilhe essa dica!

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *