in

7 motivos pelos quais os idosos sentem dores

As dores pelo corpo aparecem com mais frequência na terceira idade. Veja quais são os motivos mais comuns.

Quando o corpo humano chega à terceira idade, muitas funções começam a apresentar falhas ou ficam mais lentas por falta de produção de líquidos ou hormônios, causando problemas de saúde que provocam dor e outros sintomas.

Nesta época da vida é essencial ter um médico que conheça seu histórico para acompanhar cada mudança e fazer diagnósticos com maior precisão.

Nos idosos é importante ficar alerta para cada sinal de dor e aparição de manchas ou inchaços, pois eles ficam menos sensíveis aos sintomas iniciais, o que pode levar a perceber o problema quando está em estágio avançado.

Entre tantas disfunções do corpo na terceira idade, grande parte faz parte do grupo das reumáticas, que podem iniciar de forma lenta e até silenciosa, atingindo músculos, ossos, cartilagens, tendões e ligamentos.

7 Motivos pelos quais os idosos sentem dores

Listamos 7 motivos pelos quais os idosos sentem dores e vamos falar um pouco sobre eles. Acompanhe:

1. Gota

A gota se manifesta quando o corpo produz demais ou não elimina o ácido úrico, substância produzida no fígado que quando está em excesso no sangue, se acumula e cristaliza em uma articulação. No local desenvolve-se uma artrite que pode ser insuportavelmente dolorosa, causando inchaço, vermelhidão e calor.

2. Artrite

A artrite é a inflamação nas articulações e pode acontecer em uma articulação isoladamente, como no caso da gota, ou simultaneamente, como nos dois joelhos, duas mãos (dedos, punhos), ombros, cotovelos ou tornozelos.

3. Bursite

A bursite acontece principalmente nos cotovelos, ombros e joelhos. Trata-se de uma inflamação nas bursas, que são bolsas que carregam o líquido sinovial e agem como um amortecedor entre os ossos e articulações.

4. Tendinite

A tendinite ocorre quando um ou mais tendões inflamam, causando inchaço e dor. Pode estar relacionada à bursite, pois quando ocorre algum movimento brusco ou impacto em determinada região, como no ombro, tanto as bursas quanto os tendões são afetados.

5. Arterite

Na arterite ocorre um processo inflamatório nas artérias da cabeça, pescoço e parte superior do corpo. Podem ser afetadas as artérias das têmporas que enviam sangue para o couro cabeludo, músculos da mandíbula e nervos oculares.

6. Lombalgia

A dor na coluna lombar é sentida por pessoas de todas as idades, mas tende a ser mais intensa nos idosos que já passaram anos carregando muito peso ou não cuidando da postura.

7. Artrose

Artrose ou osteoartrose é um tipo de artrite causada pelo desgaste das cartilagens que ficam entre um osso e outro para evitar o contato direto entre eles. Quando a cartilagem se desgasta e os osso se encostam, a fricção provoca inflamação (artrite) e dificuldade de locomoção ou movimento dos membros afetados.

Sintomas gerais e causas

De modo geral, as doenças reumáticas causam dor localizada, inchaço, vermelhidão, calor, dificuldade de movimento, fraqueza, falta de energia e cansaço.

Cada tipo de doença reumática tem suas causas, mas de modo geral, especialmente quando acontecem na terceira idade, são pelo excesso de cigarro, falta de líquido, falta de exercício físico, alimentação desequilibrada, excesso de remédios e obesidade, que ao longo do tempo vão desgastando as áreas afetadas até que estas não se regenerem mais como faziam na juventude.

Também podem estar relacionadas a outras doenças crônicas ou quadros depressivos, que levem a pessoa a não conseguir cuidar adequadamente da sua qualidade de vida.

Nos idosos muitas doenças reumáticas ficam graves quando acontecem quedas, pois os ossos e músculos estão mais fracos, bem como a capacidade de regeneração, e os processos inflamatórios não se curam.

Diagnóstico e tratamento

Mesmo sem conseguir identificar a qual das doenças que o tipo de sintoma pertence, é fundamental procurar um médico clínico geral ou reumatologista para uma avaliação.

Conforme o caso poderá ser tratado com um conjunto de práticas, como terapias, medicação, repouso, mudança de hábitos e, se necessário, cirurgia.

Prevenção e cuidados

Se ainda não estiver sentido dores nas articulações, não espere que elas apareçam. Se começou a sentir, comece uma mudança de hábitos imediata. Entre estas mudanças, estão:

  • Manter o peso adequado;
  • Não carregar objetos muito pesados;
  • Ficar atento com a postura, seja de pé, sentado ou deitado;
  • Se trabalha sentado deve levantar-se de hora em hora para fazer caminhada e alongamento;
  • Ter um bom colchão e travesseiro, nem muito duros nem muito macios;
  • Beber de 1,5 a 2 litros de água ao longo do dia;
  • Praticar atividade física ao menos 3 vezes por semana;
  • Alimentar-se com qualidade;
  • Especialmente na terceira idade, usar sapatos confortáveis e com sola larga de borracha para prevenir quedas.

Cuidados com a alimentação e rotina na terceira idade

Com tantas mudanças naturais que ocorrem com o organismo na terceira idade, as pessoas precisam se adaptar para garantir uma longevidade mais saudável. Confira as dicas no vídeo abaixo:

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Comentários

comentários

causas da lombalgia

Lombalgia: problema que atinge a parte baixa da coluna

Artrite: tudo o que você precisa saber