in

Separação: 5 perguntas a fazer antes de tomar essa decisão

O que leva um casal a se separar? Será mesmo que não tem volta? Fazer estas perguntas antes de decidir é fundamental.

É certo que ninguém se casa pensando em divórcio. Quando começam a namorar, um casal imagina passar longos anos juntos, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença. Mas sabemos que na prática as coisas podem mudar de figura, não é verdade?!

O fato é que a rotina e o próprio passar dos anos traz mudanças que são naturais. Elas acontecem tanto individualmente, quanto para a vida a dois. Porém, alguns fatores devem ser levados em consideração quanto a estas mudanças, pois um ou mais deles podem ser a razão para a vontade de se separar:

Intolerância

A rotina pode trazer um cansaço emocional com relação as atitudes do outro, trazendo irritação por pouca coisa, falta de paciência, respostas secas, rancor e desânimo.

Falta de respeito

O respeito entre um casal jamais pode ser abalado. Ele é essencial para que os parceiros continuem admirando um ao outro, tendo aquele olhar apaixonado e é o que alimenta a vontade de estar perto.

Desconfiança

Este é outro veneno para o casamento. Mentiras, traição e logo o fundo do poço chega para o casal. Se não está mais dando certo por falta de interesse, é melhor agir antes de começar a magoar o outro.

Indiferença

Não há nada mais desgastante emocionalmente do que ser ignorado pela pessoa que vive junto. A indiferença é a falta de interesse em conversar, trocar ideias, contar novidades ou piadas. O casal acaba se afastando e começam a viver uma vida individual e triste.

Pensando nestes 4 fatores, é possível reverter a situação e mudar de comportamento, se ainda existe a vontade de permanecer junto e reatar o sentimento que os uniu. Por isso, junto com essa reflexão, é importante fazer 5 perguntas a si mesmo antes de optar pela separação:

1. O que fez eu me apaixonar por ele/ela?

2. Realmente não há mais nada que possa ser feito para restabelecer a relação, como terapia?

3. Estou sendo influenciado por outra pessoa?

4. Como vai ser a minha vida depois da separação?

5. Estou disposto a enfrentar as consequências, sem prejudicar ninguém?

A reflexão é fundamental diante de uma questão importante como esta. Mas ela deve ser feita pensando no casal, e nunca manter um casamento pelos filhos, família ou sociedade. Quem sabe, depois de analisar os problemas e as perguntas aqui relacionados, seja possível perceber que a separação não é uma solução, e que ainda vale a pena se esforçar para voltar a ser a pessoa pela qual seu par se apaixonou, e vice-versa.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Comentários

comentários

Mulheres são mais propensas à falta de desejo sexual

Mãe desenha coração no pulso de seu filho e motivo surpreende